domingo, 23 de agosto de 2009

Cap. 5: EUA até a independência

Colonização dos EUA, Boston Tea Party, Congressos da Filadélfia, independência.

Depois de Colombo chegar nas Bahamas e um monte de espanhol tentar se apossar de um pedacinho alí da América Central e do México, a Inglaterra e a França fizeram ''hmmmm'' e foram pegar uns pedaço também. Os enclosures na Inglaterra (capítulo de Revolução Industrial) deixaram muita gente pobre e sem terra. Os pobre/sem terra foram pra América, junto com os puritanos que a Bloody Mary tava perseguindo. Os pilgrim fathers subiram no Mayflower e chegaram em Plymouth e foram colonizar Massachusetts. Aí a Inglaterra ainda bancou um pessoal pra ir pra lá, mas tava preocupada com os problema dela mesma, então as colônia meio que fazia o que queria.

Como cêis tudo sabe, dividiram a costa leste alí em 13 colônias. As do norte chamava Nova Inglaterra, as do sul chamava Sul, e as intermediária chamava Intermediárias. A Nova Inglaterra era colônia de povoação, e como tal tinha vida urbana e indústrias. Foi onde o Mayflower chegou, então tinha os puritano. O Sul era de exploração, então era agrícola e tinha senhor e escravo. E as Intermediárias era intermediária. As colônia dependia da Inglaterra mas era independente entre si, e só se juntava pra lutar contra francês e índio. Depois que o parlamento ganhou o poder na Inglaterra, eles mandaram gente pra mandar nas colônia, e os colono falaram ''ihh''.

Os francês que tava lá pra ciminha começou a fazer pressão nas fronteira, justo quando tava a Guerra dos 7 Anos lá na Europa (capítulo futuro), aí teve batalha na América também. Aí teve a Paz de Paris e a Inglaterra ganhou. Mas os colono falaram ''pera, a gente tá no mesmo nível do exército from uk, nóis pode ganhar deles numa batalha'' e começaram a pensar ''bem que a gente podia ser independente, né?''

Aí quando acabou a guerra a Inglaterra tava meio no prejú e aumentou os imposto na colônia, e os colono falaram ''ihh''. Aí a Inglaterra liberou o catolicismo na colônia, os colono protestante falaram ''ihh''. Aí teve um índio que chamava Pontiac que se revoltou, e a Inglaterra fez reserva indígena. Os colono falaram ''ihh'' de novo.

Aí a Inglaterra falou ''vamo fazer um Sugar Act'' e fizeram o Sugar Act, que aumentava o imposto no açúcar e nuns outro produto lá. E os colono falaram ''ihh'' mais uma vez. Aí a Inglaterra falou ''vamo fazer um Stamp Act'' e fizeram o Stamp Act, que falou que tudo as publicação ía pagar uma taxa. Aí os colono não falaram ''ihh'', falaram ''porra, e o 'no taxation without representation'?'' que era assim: tudo as taxa tinha que ser discutida e aprovada pelos cidadão, senão não vale. Aí falaram ''não, não vamo pagar, não''. Aí a Inglaterra falou ''ah, não vai pagar? Tá, nóis põe imposto novo!'' e colocaram imposto nas coisa que a colônia importa, inclusive chá. ''Ihh'' once more. Aí a Inglaterra falou ''vamo fazer o Tea Act'' e fizeram o Tea Act, que deixava o chá baratinho pra colônia, pra eles comprar bastante e a Inglaterra lucrar. Aí vem a emoção:

No dia 27 de novembro de 1773, chegou em Boston um navio inglês carregando chá. Os colono foram lá e falaram ''pode voltar, nóis num qué chá não! Pega seu chá e enfia lá! Vai pra puta que pariu c'o seu chá!.. e nóis num vai pagá a taxa, porque nóis nem pegô o chá!'' Aí no dia 16 de dezembro o navio ainda tava lá, e na calada da noite, uns cinquenta colono se fantasiou bem toscamente de índio, com penacho na testa e guache na cara, fizeram ''uh-uh-uh'' e subiram no navio. Pegaram tudo o chá lá e jogaram no mar. 342 caixas de chá inglês no mar. Se morda de raiva, seu from uk de merda que não bebe café porque é tupiniquim demais. Aí isso chamou Boston Tea Party.

Aí a Inglaterra falou ''o queeeee, jogaram nosso chá no maaaaar?! Seus filho da puta!'' e fecharam o porto de Boston. Falaram ''nóis vai fechar essa merda até cêis pagar tudo esse chá que cêis jogaram fora! E não quero saber mais de reunião pública!'' aí essas duas mais outras leis lá que eram intoleráveis foram chamadas de Leis Intoleráveis. E os colono falaram ''ahhhh porra, é assim?!'' e fizeram um congresso lá em Philly que chamou 1º Congresso Continental da Filadélfia (acho mega esquisito ''Filadélfia'', Philly é bem melhor). Lá combinaram de fazer umas milícia, e a Inglaterra falou ''ah, vai fazer milícia, é?'' e foram lá, e teve conflito com a milícia e os colono falaram ''ahhhh é? Nóis faz outro, ó!'' e fizeram o 2º Congresso Continental da Filadélfia, e dessa vez falaram ''ô George Washington, vem comandar o exército'' aí ele foi e falou ''tá, mas nóis vai fazer independência, né?'' e alguns falaram ''é.. então..'' porque tinha um povo que gostava da Inglaterra e não queria ser independente. Aí demorou um tempo convencendo todo mundo, e quando todo mundo tava convencido chamaram o Franklin e a trupe dele pra fazer a declaração. Fizeram e tava pronta dia 4 de julho de 1776.

Mas aí a Inglaterra fez ''o queeee'' e foi fazer lutinha, aí teve um monte de lutinha na costa toda, e os americano chamaram os francês, e a França falou ''ahhhhhhh se é pra foder a Inglaterra eu tô dentro!'' E ainda veio a Espanha e a Holanda, e a Inglaterra falou ''caralho, é complô?!'' aí se rendeu em NY e falou ''toma, porra, vai ser independente! Bando de ingrato, não reconhece o que eu fiz não?! Caralho, hein?!''

Aí os Estados Unidos era independente.

Listening to: [off]

3 comentários:

  1. Aaaaah, eu não lembrava de quase nada disso. :B
    Ô, Debs, eu vou lembrar desses textos na prova da FUVEST. haeuiaohuea
    :*

    ResponderExcluir
  2. A Espanha é a mais maria vai com as outras, e mais valentona, ótimo texto Debs.
    -Professores de cursinho, aqui ó, lição pra deixar as aulas mais cool ;)

    ResponderExcluir
  3. deh, voce nao existe.

    ResponderExcluir